Não vale a pena viver de aparência

O que a vida me ensinou e eu demorei em aprender…

Desde que eu não fira o direito do outro, não sou obrigado a concordar com aquilo que não condiz com o meu modo de pensar, a engolir a seco quando elevam a voz, a ter medo de desistir, a fingir que gosto de quem não me faz bem, a viver de acordo com o que os outros esperam que eu seja.

#AlessanderCapalbo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *