O AMOR NÃO MORRE

“O mundo precisa de uma invasão de amor, e isto depende de cada um de nós. É o homem, o homem na graça de Deus, o depositário desse  precioso elemento. Morre todo dia um número incontável de pessoas: inclusive os grandes, e deles pouco resta, ou pouco se fala. Passa um santo para a Vida eterna – (Aqui me recordo de João Paulo II) – e de todos falam. Suma memória passa de geração em geração e seu exemplo é seguido por muitíssima gente. Diante daquele leito onde jaz um corpo e não mais uma pessoa, ninguém consegue entender a morte; mas ao contrário, todos sentem o que é a VIDA. O AMOR NÃO MORRE e, porque serve, faz ser rei”.

 

Chiara Lubich

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *